Emersão

Vingo-me ao entrar no seu eu profundo
e enraizar minha audácia no seu íntimo
Minha vitória há de haver em sua perda
Do meu eu profundo digo que sei
não foi fácil me apartar das provas
daquele seu devaneio
Mas venci por me virar
Da vingança tive que beber todo o veneno
e experimentar toda a sua glória de prazer
e vivenciar todo o frio do enfrentamento
e todo o faz-de-conta tive que vencer
mas meu acreditar em mim venceu
E eu emergi…

escrito e publicado às 16:44 do dia 21 de maio de 2008

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s