Cordilheira


(foto Sandra Calasans)

quitandinha 1


Bocejar
Dia claro, vida a verdejar
Luz por entre os cachos amarelos do Ipê
Deu pra ver
Você me tocou sem perceber
Você nem me olha
E eu não posso te esquecer

Creio em ti
Se for ilusão, que Deus me guie
O que não fazer pra se merecer tal mulher
Cerração
Noite na janela meu querer
Porque te venero, sempre espero por você

Por sobre a cordilheira, o arco-íris
Meu corpo treme ao pensar no seu, frenesi
Te quero,
Mesmo pra te dar sem ter retorno
Te quero assaz
Te quero assim
Te quero pra mim

Escada pro pecado, caso de amor
Teus lábios tão sonhados
Vão me ter sempre aqui
À espera de um olhar que faz
Dia romper
O céu cair
Noite fechar
E faz o meu ar desaparecer.

O luar que eu vi no lago azul
Daria pra você
O luar que eu vi no lago azul
Num instante se escondeu

Djavan

Anúncios

Um comentário em “Cordilheira

  1. Uma montanha e´pouco
    Tem que ser uma cordilheira
    Pra suportar tal amor
    Tal amor que nao precisa de retorno
    Ele se basta
    Forte o bastante pra escalar
    Todas as montanhas dessa cordilhera
    E chegar ao pico de todas elas
    Sem jamais descer….

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s