Um psicopata chamado Pedro e um chip roubado (Perguntas que não querem calar)

Levantei esta manhã e, no café em família, surgiu uma discussão sobre a mais nova celebridade da mídia eletrônica do Brasil.

Simplesmente Pedro.

Com quase 84.000 visitas desde meados de setembro deste ano, o vídeo está bombando no Youtube, é engraçado mas Pedro nem foi o protagonista.

Acho que, depois do BBB, onde as pessoas se tornam famosas pelo excesso de exposição, chegou a hora dos “cinco minutos de fama” de um “coadjuvante anônimo”.

Pedro não tem rosto. Só fama. Tem sido procurado para dar entrevistas e já foi localizado para prestar alguns esclarecimentos sobre a apropriação indevida de um chip ….rsrsrsrs…

Barack Obama afirma não merecer o Prêmio Nobel da Paz. O que teria feito Pedro para merecer tamanha notoriedade?

O que teria realmente acontecido com aquela mulher para ter saído do sério e ter ficado “tão possuida” apenas por querer reaver o seu pequeno chip ?

Que razões teria Pedro para não devolvê-lo já que o chip não era seu?

Só sei que uma mulher tomada por uma crise de isteria se pôs a gritar na porta da casa de um tal de Pedro numa madrugada, acordando toda a vizinhança, que gravou e postou na internet um vídeo extremamente engraçado, que tem divertido milhares de pessoas e que deixou esse Pedro famoso na internet sem sequer ter saido na janela.

Todos que assistem riem muito daquela mulher gritando feito louca. Ela realmente está sem controle, sem estribeiras, sem equilíbrio, perdeu o sentido das coisas.

Seria mesmo uma maluca?

Pedro é o bonzinho desta história? Ou seria ele um sarcástico, mau-caráter, desumano, que estaria cometendo violência psicológica pra cima daquela mulher, que já estava esgotada de tanto “mendigar” atenção para um problema já quase sem solução?

Quantas milhares de vezes ela pode ter pedido para Pedro devolvê-lo já que ela o teria emprestado com a melhor das intenções?

Por quê estaria Pedro tratando essa mulher com tanto desprezo?

Que valores estão em julgamento? Quem é o verdadeiro palhaço da história? Quem está desorientado, gritando na noite, incomodando os vizinhos ou quem está bancando o bonzinho, omisso e covarde, desrespeitando os sentimentos alheios?

Seria Pedro um ladrão psicopata?

Seria a mulher uma louca varrida com intenção de colocar Pedro numa situação de constrangimento?

Pois é… quanta coisa pode estar escondida atrás de uma imagem engraçada postada na internet.

E se fosse você? que graça teria?

Anúncios

Dinheiro X Talento. Onde entra a ética profissional?

Ai meu Deus….

Como é difícil começar uma conversa sabendo que vai malhar alguém.
Mas já ouvi certa vez que ninguém é bom ou mau o tempo todo…

Então lá vai.

Tem gente que passa pela vida da gente e só faz merda. Não consegue deixar o mínimo resquício de simpatia, nada que valha.

Mas tem gente que deixa um bem-querer enorme. E a gente fica morrendo de saudade e tal e tal… e fica amando pra sempre…

Eu sou uma colecionadora de afetos… tenho comigo, há mais de trinta anos, uma família linda,… amigos queridíssimos que guardo apertadinhos no coração. Sou efetivamente uma pessoa do bem. Posso afirmar ter tido uns dois ou três desafetos na vida, em situações completamente fora do meu controle. Mas…

Hoje eu esbarrei virtualmente numa pessoa que me inspirou um sentimento muito ruim.

Não só hoje, mas todas as vezes em que estive com ela por perto a energia não fluiu. Uma pessoa arrogante, pretenciosa, presunçosa. Tudo de mal, tudo de ruim. E eu aprendi, há algum tempo, que existem pessoas que deixam um mal cheiro por onde passam e por isso não merecem a menor consideração. Falta essência. Pode até ser espiritual.

Mas tem história que merece atenção sim, porque hoje em dia, com essa “fantasmagórica” inversão de valores, as pessoas de bem se perdem em meio aos oportunistas, pistoleiros e psicopatas.

Pessoas que queiram subir a qualquer preço, pisando, usando pessoas, passando por cima, nem sempre por dinheiro ou poder, mas para fazer sucesso às custas dos outros, devem ser mantidas afastadas porque trazem energia negativa.

É até discutível quando vemos alguém cometer uma transgressão por precisar de dinheiro. Não que isso seja justificável. Mas achar que as pessoas estão à venda numa vitrine ???? É puro “mau-caratismo” …

Ao participar do programa “Idolos”, na Rede Record, muitos jovens talentosíssimos enfrentam uma verdadeira batalha para mostrar seu potencial sabendo que apenas um deles, a duras penas, chegará à final com a promessa de ter seu cd gravado e possívelmente poder chegar ao topo de uma merecida carreira. Torço por eles.

Mas tem gente por aí que acha que dinheiro e poder de pai e mãe compra tudo. E se esquece que o maior bem que existe ninguém pode comprar.
Talento, meu caro, ninguém compra. Podemos passar fotos no fotoshop, voz pelo “pro tools”… gastar conversinhas , até usar de “métodos facilitadores”.

Publicar imagem mentirosa, se expor a verdadeiros desastres na internet e contratar grandes nomes para constar no encarte ou famosos nas fotos… isso não significa gravar um cd e sim construir uma imagem falsa de si mesmo, que lá “da onde eu vim” dá-se o nome de “falsidade ideológica”… coisa aceita só na ficção.

Existe uma coisa chamada “verdade”… ou se quiserem “ao vivo”… “a vera”… isso meu amigo, tá pra nascer mamãe que possa comprar… porque a imprensa especializada não perdoa… se não através dos veiculos de comunicação, que também podem publicar matérias pagas… nos bastidores, no “boca-a-boca”, que dá uma boa queimadinha na falsa imagem de qualquer um e o põe na gavetinha.

Tem muito artista famoso que conhece a gavetinha!

Desculpem-me pelo desabafo e saibam que não estou generalizando. Estou dando aqui um depoimento estritamente pessoal. Admiro o talento dos novos artistas, gosto de observar a tragetória deles, tive o privilégio de acompanhar de perto várias delas, gosto muito de analisar questões de mudanças comportamentais ligadas ao palco, ao sucesso repentino, à influência que ele pode excercer no indivíduo, o nascimento do mito e sua trajetória….

O caráter é de observação e estudo. Meu intuito é manter a serenidade, com tolerância e paciência…

Sempre.

ops… e onde entra a ética profissional ??? Pois é, nesta história ela não apareceu. Mas ela existe viu… na próxima eu apresento.

E haverá amanhã ?

Foi bem numa manhã de sexta-feira, eu e o maestro acordamos cedo, depois de uma noite inteira, depois da má notícia da noite. Depois de uma triste notícia.
A morte teria chegado e levado o Zé. De repente e meio sem avisar.

Nos preocupamos logo com nossos queridos amigos, Luis Carlos Sá e Gutemberg (Gut) Guarabyra que teriam, naquela mesma noite, perdido um terço de si mesmos. E também sem serem avisados.

Conversamos em meio a um quase singelo silêncio. Decidíamos como chegar ao Gut. Com que palavras diríamos a ele o quanto estávamos tristes por ele. O que falaríamos pro Sá que acabava de perder um amigo, um parceiro, um grande companheiro de estrada… tudo de uma só vez…

Tentamos o telefone, mas de nossa casa, lá na Macumba no Rio, nem sempre temos sinal. E não conseguimos .

Dias depois, cedinho, ao abrirmos nossa caixa de correio eletrônico, encontramos uma mensagem silenciosa do Gut, que dizia exatamente assim…

Fomos tomados pela emoção. Não houve mais palavras naquela manhã…

Uma pequena homenagem…

www.kabanahspa.com.br

Um dia encontrei esse site enquanto navegava pela internet.

Nem sei o que eu procurava mas achei  interessante e hoje acabei por me esbarrar nele outra vez.

Ainda não tive tempo para verificar  mas gostei do vi, um  ambiente que deve ser bem charmoso, discreto e aconchegante. E melhor ainda…  fica perto de casa. Bem no meio da cidade.

São Paulo tem dessas coisas…

Dá uma olhadinha…

http://www.kabanahspa.com.br/site/casal.asp
http://www.kabanahspa.com.br/site/comemore.asp
http://www.kabanahspa.com.br/site/amigas.asp

“É nóis” Rio 2016.

“O Rio de Janeiro continua lindo”, o Rio de Janeiro continua sendo”…

E hoje, mais do que nunca…  o mundo inteiro está voltado para nós.

Parabéns  Rio,  parabéns povo Carioca.

Foi  dada  a largada. ..

Que possamos acreditar num futuro melhor para nossas crianças.

Que possamos confiar  no verdadeiro significado que essa vitória representa.

Que essa comoção nacional sirva para que o mundo respeite as  nossas crianças.

Que as pessoas no mundo inteiro saibam que nossas portas estão abertas e que nosso povo é extremamente acolhedor, porque em nossas veias corre sangue multicolorido.

Porque nosso país é lindo, é rico, e porque as pessoas aqui são  competentes, trabalhadoras, guerreiras e bonitas.

Não porque temos  mulheres  “gostosas e  disponíveis”  bebendo caipirinha e usando fio dental na praia de Copacabana.  Nada contra,  mas que o turismo sexual dê lugar ao turismo cultural, que as crianças  possam exercer o direito constitucional  à educação, à saúde,  à dignidade e à cidadania.

Que o Brasil consiga, através  desta oportunidade,  mostrar sua verdadeira imagem  para o mundo.

Pois somos um povo alegre e aconchegante. Mas  isso não significa que não tenhamos vergonha na cara.

O que realmente só acontece no Congresso Nacional.

Para não cometer  injustiça,  quero parabenizar também o Presidente Lula e todos aqueles que se dedicaram,  pela excelente campanha realizada pró-olimpíadas  Rio 2016. Espero que isso não se transforme unicamente em plataforma eleitoral.

Chega de “bundas e CPIs”.  Queremos medalhas!

e…” Aquele abraço”…

O bom é ser bandido

A tradição que o Brasil traz desde o descobrimento  de ser terra de ladrões  vem se confirmando a cada dia e parece não ter mais conserto. Não dá mais pra levar o Brasil a sério.  Desde os tempos do colonialismo, a história nos conta que Portugal mandava  os condenados da “Côrte” para “cumprirem pena” debaixo de coqueirais, a beira-mar, ou desbravando matas atrás de esmeraldas.

Como podemos ver, nosso sistema prisional continua o mesmo… até hoje,  marginais e  assassinos  perigosos, mesmo tendo praticado crimes ediondos, usufruem do benefício de prisão albergue depois de cumprirem 1/6 da pena em regime fechado. Por bom comportamento vão adquirindo benefícios.

O que se conclue é que a Constituição Federal garante ao cidadão ( se é que podemos chamar assim ) que,  se ele for bonzinho dentro do presídio,  pode matar, roubar, estuprar, traficar, espancar enquanto estiver do lado de fora.

Numa cidade do interior do  Rio Grande do Sul  (dizia a reportagem num telejornal de ontem à tarde), 2 mil presos que tiveram esse beneficio  não retornaram à prisão, apenas neste ano.

Na Bahia, um sociopata sequestrou, atropelou e matou uma médica depois ter tido benefício para sair no dia dos pais, sendo que  não tinha pai nem filhos. Um crime reincidente.

O Judiciário não é mais uma instituição confiável. Está vendido para os “Daniéis Dantas”  da vida.

O Legislativo perdeu a dignidade junto com  a  família Sarney ( se é que tiveram algum dia).

A Censura está instituída no país em pleno governo Lula (vide o caso Fernando Sarney em “O Estado de S.Paulo”).

A população brasileira está exigindo que se torne inelegível qualquer pessoa que tenha sido condenada em primeira instância, para garantir a transparência dos poderes públicos,  mas parece que  no Congresso  tem mais bandido que mocinho.  Se  um projeto de lei desta natureza fosse votado nos presídios de  segurança máxima talvez tivesse mais chance de ser aprovado.

A Opinião Pública é ignorada, desrespeitada, ou pior ainda…  desconhecida. Você já ouviu a Opinião Pública?  Sabe  onde está,  quem é ou o que é capaz de fazer  esta tal de  Opinião Pública?

Me  parece óbvio que é inútil lutar pois, tá na cara que  o mal por aqui vence desde os tempos de Cabral.

… Será que antes do fim do mundo o Brasil vai conseguir se redimir de tantos pecados?…