momentos, Sandra Barbosa de Oliveira 2

Abril de folhas

Abril de encontros e desencontros. Abril de Outono.

Uma vez em tantos, Abril sombrio.
Abril de festa. Abril de morte. Abril de circo.
Abril de sonho. Abril de tantas coisas boas e tantas outras tantas coisas.

Abril de risos, Abril de lágrimas…
De dor no peito e traição. Demolição. Desilusão.
Abril de começo e Abril de fim.

Foram tantos que nem sei.
Cumplicidade, sinceridade, deslealdade… casamento.
Abril de música e de lamento. Abril de Sexo.
De gargalhadas.

Trilhas no mato, trilha de inseto, trilha sonora.
A música… A mulher.

Abril de praia. Abril Paúba. Abril Três Pontas. Aldeia Minas Gerais. Abril de carnaval.
Abril de drogas. Embriaguez.

De pôr-do-sol. Tanto tempo ao sol se pôr.
Abril de Ciranda e Palhaço. Abril de Egberto. Abril de Gal. Festivais de Jazz. Gil, Carnifícina. Abril.

Abril de aborto. Abril de parto. De indução. Abril de choro. De alegrias e tristezas. Abril de angústia. De chegadas e partidas. De despedidas.
De história e de vitória!

Abril de Milton, Toninho, Cláudio e Nana.
Um Abril de Oceano. E um piano.
Abril na casa dos sonhos, Abril de luar. De limpar piscina. De aconchego. De deitar no chão pra olhar estrelas.

Abril de crianças brincando. De fazendinha e de estradinha. Maria farinha. De criança dormindo. De novidades. De coleção de pedras. De coração aberto.

Abril de pizza na cama e picanha no quintal. Abril de simplicidade. Abril descalça.

Abril de preconceito. Discriminação e enfrentamento.

Abril na cama. De filmes e chuvas, garoas no autódromo. Abril compartilhado. Abril ameaçado. Abril de farra. Abril de cachorros latindo.
De árvores e flores. De sublinhar o vento. Abril de folhas.

Abril de bar. De madrugar. De vidraça embaçada ao amanhecer. Abril de vento. De tirar o casaco pra agasalhar e de abraço apertado pra proteger.
De seguir na rua ao amanhecer. E de ficar sem fôlego ao beijar. De amassar na grade, na pia, na lavanderia. De transar na rua. De ser amada.

Abril de vinho.

De ciúme incontrolável. Descompasso, invasão e contradição.
De verdades e mentiras. Competição.
Abril de brigas. De depressão, de desrespeito. Bandalheira… banheira.

Abril de barriga. De viagens. De idas e voltas. Abril de luta, de vacas magras, de compromissos e de comprometimentos.
Abril de aniversário. Abril de céu. Abril de mar. Abril de paraíso, Maramar. Ou de inferno, por não ter onde morar.

Abril de choque. Abril de inverno. Carro quebrado. Aluguel atrasado. Abril de solidão. Abril de paz.

Abril marginal. Abril de um amor intenso. De pegada. Único, em palavras recentes e retiscentes…
Abril de passado, água corrente… Abril presente. Mágoa. Silêncio.

Abril surpresa, Abril demente, inconseqüente. Abril de Musa, inspiração e melodia. Abril folia.

Abril de toque, de química. Abril de preservação, de carinho na mão. De abraço de urso. Fantasia sem fim. De um louco e desvairado amor…

que jamais terminou.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s