Sandra Barbosa de Oliveira 2

A Malu é uma bola

Do lado de dentro
Da barriga da mãe dela
Ela espicha
Nada
Chuta
E se espreguiça com vontade.

Ainda do lado de dentro
Ela se enrola
Feito tatu-bola
E viaja
Como se estivesse
No espaço sideral.

A barriga da mãe da Malu
Tá gigante
Redonda
Parece que ela
Engoliu a Lua.

Mas é que a Malu
Mora lá dentro
Da barriga da mãe dela
Malu-bola
Malu lua
Gira, estica
E se espreguiça.

Outro dia
Na barriga da mãe dela
A Malu teve soluço
Parecia até que ela
Tinha engolido um sapo

Mas não demora
Ela vai mudar de casa
E do lado de fora
Da barriga da mãe dela
Ela vai ganhar o mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s