InícioNum último abril …

Num último abril …

E triste é pensar em despedida
um grande amor não deveria ter fim
por ordem na expressão
de um poeta das nuvens

Música, amor e lágrimas

Mas inesperadamente, um último abril
está para chegar …
Num úmido e tépido outono
em que o ainda não anunciado fim
esta por derramar …

Logo em abril

Nem sempre o fim é um novo começo
O tempo segue a maltratar …
Há uma história sangrando
pelas ruas da cidade

Se pelo menos a ventania varresse essas ruas
e a enxurrada lavasse esse sangue
Que vento, que chuva, que nada …

Outono é abril
hemisfério sul

São folhas que vão …
a cair levadas por vendaval,
tanto quanto a história,
tanto quando deveria a dor
não estar para sempre

nenhum fim deveria existir
pelo menos não para o amor

E neste momento confuso
me despeço
daquele querido abril
Com uma tristeza profunda

Uma infinita dor
de um infinito amor!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s