InícioNum último abril …

Num último abril …

E triste é pensar em despedida
um grande amor não deveria ter fim
por ordem na expressão
de um poeta das nuvens

Música, amor e lágrimas

Mas inesperadamente, um último abril
está para chegar …
Num úmido e tépido outono
em que o ainda não anunciado fim
esta por derramar …

Logo em abril

Nem sempre o fim é um novo começo
O tempo segue a maltratar …
Há uma história sangrando
pelas ruas da cidade

Se pelo menos a ventania varresse essas ruas
e a enxurrada lavasse esse sangue
Que vento, que chuva, que nada …

Outono é abril
hemisfério sul

São folhas que vão …
a cair levadas por vendaval,
tanto quanto a história,
tanto quando deveria a dor
não estar para sempre

nenhum fim deveria existir
pelo menos não para o amor

E neste momento confuso
me despeço
daquele querido abril
Com uma tristeza profunda

Uma infinita dor
de um infinito amor!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s